Estratégia da Carteira do Tesouro Direto


O post de estréia do blog (É possível lucrar 30%, 40% a.a. no Tesouro Direto) também está entre os mais populares com mais de 100.000 acessos. No texto, descrevo o movimento dos preços dos títulos públicos pré-fixados (LTN ou NTN-F) e indexados pelo IPCA (NTN-B), de acordo com a mudança de comportamento das variáveis que influenciam na precificação dos papéis. Desde então diversos textos foram produzidos para tratar do assunto com mais detalhes. Destaco o post Tesouro Direto: Estratégias de Investimentos onde descrevo exatamente como operacionalizo meus investimentos no Tesouro Direto através da Estratégia Mista.

Porém muitos leitores preferem uma forma um pouco diferente de operar e solicitam a indicação de um ponto único de compra e de venda. Não é a estratégia que utilizo, mas... A partir do entendimento de que os preços dos títulos variam de forma inversamente proporcional à variação das taxas de juros, proponho a estratégia abaixo:

Situação 1

Quando inflação e taxa SELIC estabilizam após uma tendência de alta e há perspectivas futuras de queda para ambos os indicadores:
Venda: LFT
Compra: LTN, NTN-F, NTN-B ou NTN-B Principal

Situação 2

Quando inflação e taxa SELIC estabilizam após uma tendência de queda e há perspectivas futuras de alta para ambos os indicadores:
Venda: LTN, NTN-F, NTN-B ou NTN-B Principal
Compra: LFT

Através dos gráficos fica evidenciada a relação inversa entre taxa de juros e preços dos títulos pré-fixados e indexados pela inflação. Assim, o trabalho de identificar o melhor momento para movimentar sua carteira do Tesouro Direto é facilitado através da leitura dos gráficos atualizados dos principais títulos públicos, conforme figura abaixo.

A estratégia proposta é então complementada:

Situação 1

Quando inflação e taxa SELIC estabilizam após uma tendência de alta e há perspectivas futuras de queda para ambos os indicadores
E quando o preço do título fica acima de sua média móvel e a taxa de juros fica abaixo de sua média móvel:
Venda: LFT
Compra: LTN, NTN-F, NTN-B ou NTN-B Principal

Situação 2

Quando inflação e taxa SELIC estabilizam após uma tendência de queda e há perspectivas futuras de alta para ambos os indicadores
E quando o preço do título fica abaixo de sua média móvel e a taxa de juros fica acima de sua média móvel:
Venda: LTN, NTN-F, NTN-B ou NTN-B Principal
Compra: LFT

Os melhores pontos de compra e venda dos títulos do Tesouro Direto agora podem ser facilmente identificados. Porém atente-se para falsos sinais. Estes pontos são válidos somente após uma longa tendência de alta ou de baixa e sinalizam o fim desta tendênica.